Protesto&Poesia – Intro (R I P Gangsta Rap)

Nadie ha valorado esta base 🙁




Intro (R.I.P Gangsta Rap)

Ouça também:
Spotify:
Deezer:
OneRPM:

Rede Sociais:
Pagina Oficial:
Instagram:

Letra da Música
Fui criado em meados de 80 em algum gueto americano. Onde a violência e a truculência do estado se fazia presente. Com meus versos contundentes, vixi. Logo ganhei o mundo e fui difundido em várias línguas.
Usado pra falar em prol dos guetos, favelas, subúrbios, chamem como quiser.

Quando cheguei ao Brasil no começo dos anos 90,me deparei com o caos periférico. polícia matando, governo roubando, tráfico, fome, desigualdade extrema. Ali logo criei raízes comecei a ser cantado por diversos grupos, e de repente bum… Estourei pelas periferias com diversos sons.. E logo chamei a atenção das autoridades..

Muitos grupos que me cantaram, sofreram represálias da policia, muitos desistiram pelo caminho, outros persistiram e lançaram grandes sucessos. Era lindo de ver, era lindo de ver, a galera no role, de calça larga, camiseta GG. NO VERDADEIRO ESTILO GANGSTA.

Eram várias festas, nos quatro cantos da cidade e todas lotadas, bons tempos. Porem, como tudo que faz sucesso, auguem tenta tirar proveito. A mídia tentou atrair meus soldados por todos os lados, mais foram tentativas em vão. Mais aos poucos uns e outros foram se rendendo aos holofotes. E o que era pra ser união se tornou uma competição de ego e vaidade.

Por meados de 2005 começamos a sentir nossos primeiros golpes. As festas começaram a esvaziar e com o passar do tempo acontecerem com menos frequência. Conforme os anos se passavam íamos perdendo espaço onde sempre fomos fortes. Nas periferias!

O sistema demônio logo infiltrou em nosso movimento uns revolucionário de televisão e com isso deturparam toda nossa ideologia. Toda nossa ideologia. E o que era protesto, virou musiquinha melosa pra agradar juventude teen de classe média. E a cada passo que dávamos fora dos nossos territórios, sonhando com a fama, abríamos espaço para outros gêneros chegar e fazer sucesso onde nos ausentamos, Nas periferias.

Hoje irmão, hoje sou tirado de ultrapassado, Vivo nos corações de alguns que ainda resistem. Porem, do jeito que as coisas andam logo virarei lembranças. Tenho forcas para me reerguer das cinzas, pois sou forjado no sofrimento, sou filho da dificuldade. Sou a indignação de cada favelado, nos quatro canto do Brasil, sou a esperança no olhar de cada pivete Posso retornar das cinzas, incendiando tudo… Porem, porem ate aqui, atenciosamente R.I.P Gangsta Rap.


Fuente – Source

Protesto&Poesia – Intro (R I P Gangsta Rap)

Todas tus bases en Rapbase.es !

Desde comerciales hasta Old school, en Rapbase encontrarás todas tus bases para producir los mejores temas con tus letras ! Bases de rap o hiphop, bases de reggae y Dancehall, bases de Trap y muchos más estilos que iremos añadiendo.

Esperamos haberte ayudado a encontrar lo que junto a tí podría llegar a ser un gran éxito ! 🙂

Un saludo a todos !

Esta web es un mero expositor, todas las bases pertenecen a sus respectivos dueños. En todas y cada una de las bases dejamos un enlace al contenido original del vídeo en la plataforma de donde provenga. Nuestro trabajo en Rapbase es recopilar tantas bases como podamos y categorizarlas para que puedas encontrarlas más cómodamente y a su vez darle más visibilidad a los productores.

Novedad* (Ya puedes valorar las bases !)

Publicado en Gángster y etiquetado , , , , .

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *